“2012”

Coisas que a gente não precisa fazer em 2012

by Mariliz Pereira Jorge, da revista Women’s health

1. Aprender a usar o Excel.
2. Lavar o carro toda semana – a natureza agradece.
3. Saber cozinhar – muito melhor ter um gato que já saiba.
4. Brincar de jogo do contente o tempo todo – um mau humorzinho não faz mal a ninguém.
5. Ler Nietzsche, Sartre, Foucault.
6. Trabalhar até tarde. No final de semana. No feriado.
7. Reclamar da vida. Fazer fofoca. Falar mal dos outros.
8. Virar vegetariana.
9. Usar produtos de beleza orgânicos.
10. Fazer ioga ou pilates. Meditar.
11. Tolerar gente racista, homofóbica ou que não entende a diferença entre um Louboutin e um Manolo.
12. Ficar amiga da colega traíra do trabalho. Ela não gosta de você? Problema dela.
13. Perdoar quem não tem caráter. Ou você acha que não vão fazer de novo?
14. Passar fome para emagrecer.
15. Tomar banho rápido.
16. Amar o próximo se ele não for legal. Ou bonito. Ou herdeiro de uma holding.
17. Usar salto anabela. Batom laranja. Esmalte azul.
18. Acordar mais cedo.
19. Acordar cedo no domingo para aproveitar o dia. Desde quando não dá para aproveitar na cama?
20. Assistir às lutas de UFC.
21. Fazer curso de gastronomia. De vinhos. De cervejas gourmet. Haja paciência.
22. Comer coisas cujo nome a gente não consegue pronunciar. Que cheiram esquisito. Ou parecem estranhas.
23. Deixar de ficar bronzeada.
24. Não beber durante a semana. Já ouviu falar que dois drinques por dia prolongam a vida?
25. Achar que vai para o inferno porque não é simpática, não recicla, não fala mandarim.
26. Deixar de acreditar que tudo sempre dá certo no final. Se não der em 2012, ainda tem o ano que vem…

Anúncios

2012

Tudo começou com o calendário Maia, que prevê dezembro de 2012 como a data do fim do mundo. Desde sua descoberta, esse calendário se tornou motivo de estudos, especulações e muita preocupação pra cientistas, astrologos, geologos e politicos do mundo inteiro. Fato concreto é o aquecimento da Terra. Se caminhamos ou não pra um desastre maior, é esperar pra ver…

O filme retrata exatamente esse período de 2009 a 2012, em que a comunidade cientifica, politicos e magnatas se movem pra tentar salvar, não só o mundo, mas principalmente suas próprias vidas.

Mas tem muita demonstração de amor ao próximo tambem…

O final não dá pra comentar, fica dificil não pensar em Deus…Chorei muito mesmo.

Quer saber mais sobre o filme?
Eu recomendo um passeio pelo Site Oficial

Agora, juro por Deus, que tentei poupá-los da minha opinião, mas não resisti:

Eu vejo comunidades, foruns, blogs que foram criados pra discutir o assunto: Fim do Mundo.
Acredito que já estamos vivenciando a transformação da Terra, em vários aspectos. Fim do mundo é uma criança ir pra escola armada, matar professor, espancar colegas, bater nos pais – principalmente numa idade em que deveria ter a única responsabilidade de estudar, brincar e se preparar pro futuro…
Calamidades? Doenças? Pestes? Desastres ‘naturais’? Fala sério…
O homem é culpado por tudo o que acontece na Terra hoje em dia. E o que faz pra mudar isso? Se limita a vestir camisas e vender sacolinha ecologicamente correta, mas cadê que deixa a p*rra do carro em casa e vai de metrô pro trabalho? Cadê que usa camisinha? Que assume a responsabilidade pela educação de seus filhos? Que assume a responsabilidade pela sua propria vida? Não são capazes do simples gesto de jogar o lixo no lixo, quanto mais perder seu precioso tempo separando material pra reciclagem…
Não tô generalizando não. Mas todos nós cometemos pequenos crimes todos os dias, sejam eles ambientais, contra o próximo ou contra nós mesmos – pense bem!
Fato é que não podemos esperar tudo dos governantes, como estamos fazendo agora, esperando a conclusão de Copenhagem pra ver qual será o proximo passo. Talvez, só talvez, pudessemos fazer alguma coisa pra salvar o Ser Humano que mora ao lado né? Porque o mundo está sendo engolido não é pela terra não, mas pela ganancia, sede de poder, de ter…Ser? Só se for pra ser  melhor do que os outros…
Então, minha opinião sobre o fim do mundo é que ele já está ai, a gente só não se deu conta. Mas eu nem vejo isso como uma coisa ruim não. Acho que tudo na natureza se transforma, tudo merece uma segunda chance – e a Terra saturada de tanto sofrimento, só está reagindo as agressões. E que os homens não se iludam, porque apesar de tudo, a Terra vai sobreviver…mais forte, linda e pura, exatamente como foi concebida por Deus – e como dizem os espiritas: “não mais será um lugar de expiação e de provas, mas um recanto de paz e  luz – de felicidade”. 

Assim seja!