Festa é pra curtir, não pra comer

imagesCAX6NK3C

Imagem: explicaki

Esse final de semana teve o chá bar e de cozinha dos meus sobrinhos, foi muito divertido e eu aproveitei mesmo, mas cheguei em casa com fome e só então percebi que eu tinha comido só 2 pedaços de sanduiche de metro e uma fatia muito fina de bolo com 1/2 copinho de suco e minha ultima refeição foi o almoço que comi muito pouco. Daí lembrei de uma época que fazia tudo diferente, me preparava a semana inteira, não pra festa, mas pra comilança, deixava de me divertir porque estava comendo e antes de sair de casa, fazia um lanche pra evitar a tentação – como se isso funcionasse –  e acabava a noite passando mal, sem contar a ressaca do dia seguinte – moral e física – que é tão ruim quanto a alcoolica…

Logo que comecei a RA teve o aniversário do meu irmão, eu que cortei o bolo, então peguei uma fatia bem pequena de bolo e lembro o sentimento de vitória sobre a tentação – é bom demais! Passei a fazer isso mais vezes, hoje em dia peço pra trazer meu pedaço pra casa pra comer antes de dormir, com um copinho de leite, geralmente na hora do bolo eu não tô com vontade, ou porque já comi outras coisas ou porque acabei de jantar…mas sei que mais tarde vou lembrar dele e ficar com vontade. Só não faço isso em casa de estranhos tá? a não ser que oferaçam, não vejo nada demais em aceitar uma xepinha (ah vá dizer que tu nunca levou uma pra casa?). Hoje em dia eu vou nas festas pra me divertir, não pra comer…

O bom é que na minha familia tem aniversário todo mês e pelo menos um bolinho pra comemorar, isso quer dizer que não dá nem pra passar vontade, porque a gente sabe que logo terá outro…

Segunda mesmo foi aniversario do marido, fiz uma torta salgada e uma doce, comi um pedaço da salgada quando estava cortando e deixei a doce pra comer junto com ele, antes de dormir – ficou ainda mais gostosa sabia?

2 comentários

  1. Cris, eu sou adepta desta teoria: você não tem que se privar de NADA, apenas usar a moderação, e isso não só com comida, com tudo na vida, só devemos evitar com determinação o que nos faz mal, ou a nossa saúde.

    Tudo bem dosado é delicioso, às vezes podemos exagerar, pois sabemos que não somos fracos para viciar.

    Mas tudo isso só vem através de um longo exercício de auto conhecimento e auto controle, até chegarmos lá, erramos de forma alucinada.

    Que venha o auto conhecimento! Olha que frase linda, de amor a nós mesmos, que encontrei em blog de nutrição:

    “Tratem seu corpo como se fosse o único carro que terão na vida inteira. Mimem esse carro. Guardem-no na garagem todas as noites, consertem todos os amassados e troquem o óleo todas as semanas.” Warren Buffett – Bilionário americano.

    É isso aí, linda, beijoca

    Meire

    1. ADOREI esse comentário amiga! concordo com voce sobre a moderação, mas nem todo mundo consegue, eu mesma tenho meus dias de compulsão, mas o que vc disse do auto conhecimento é tudo, a gente tem saber qual nosso limite e respeitar, senão dana-se tudo!! o que piora é essa ansiedade que a gente cria, ora se comer um pouco a mais não tem problema, compensa no dia seguinte, mas o povo cria uma tensão tão grande por causa de 1 pedaço a mais de bolo que dá até dó!!!!

      Vou adotar essa frase, aliás, as duas: “que venha o auto conhecimento” tambem é forte e poderosa. A outra vou usar logo, logo…rsssss….

      Beijão pra ti, vou já ver se tem novidades por ai tá?

Adoro comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s