Otimismo

“Isso tambem vai passar.”

Se a pior coisa que se pode fazer em qualquer situação é entrar em desespero, imagine no caso da fibromialgia? Desespero, auto piedade, medo, pessimismo…nada disso resolve, só vai agravar a situação. Claro que de vez em quando dá tudo isso, ainda mais quando a gente quer fazer as coisas e está com dor, quando tem sono, está cansado e não consegue dormir, quando sofre apagões no meio do dia, tem tonturas, ouve zumbidos atrapalhando a melodia da sua música preferida, a vista escurece sem motivo nenhum, esquece palavras importantes, datas, sente “coisas” estranhas e inexplicáveis em lugares igualmente estranhos e inexplicáveis…enfim, claro que dá pra surtar, claro que a gente surta de vez em quando.

Eu escolhi não sofrer além do necessário, se viver com dor já é dificil, pra que eu vou piorar a situação com sentimentos tão negativos? Não estou dizendo que eu estou certa, mas essa foi a forma que encontrei pra lidar com a fibromialgia: com bom humor e otimismo. Sei que tem muito paciente em condições piores que eu: muita gente que não consegue sequer levantar da cama pra fazer coisas básicas do dia a dia por causa da dor, então, vou reclamar de que?

Ora, sei que a fibromialgia não tem cura – pelo menos, por enquanto. Tambem sei que não é progressiva e se tratada adequadamente pode até trazer mais qualidade de vida. Mas a fibromialgia é sim uma doença limitativa. Eu só tive algum sucesso com o tratamento quando compreendi isso – tenho que ter limite pra tudo, até mesmo pra descansar, malhar, comer e me divertir. Qualquer excesso na fibromialgia pode ser prejudicial.

E aí, vou chorar? Choro sim e muito (até porque chorar faz bem né? limpa os pulmões) mas depois seco as lágrimas e já estou fazendo gracinha com meu marido que é quem mais me incentiva e apóia em tudo.

Hoje estou mais atenta aos sinais do meu corpo, respeito minhas necessidades, limites, desejos. Procuro fazer mais as coisas que gosto. Aprendi a dizer não. Assumi totalmente a responsabilidade pelo meu bem estar.  Evito assumir compromissos que não sei se vou conseguir cumprir. Não fico muito tempo na mesma posição. Adotei uma postura “cabeça fresca” e sou fiel a ela (sempre que possivel, claro! eu ainda não tenho sangue de barata).

Procuro focar no que fazer pra me sentir bem, mas não ignoro os motivos da dor, pra mim é importante saber porque está doendo pra poder evitar o mesmo erro no futuro. Fortaleço minha fé diariamente e sempre lembro da frase que aprendi em CCA: “Isso tambem vai passar” e não é que passa? Sempre! Me conforta saber que Deus nunca dá o frio maior que o cobertor e peço a Ele que me dê apenas condições de superar os obstáculos com paciência, disposição e ânimo.

No fim sempre dá tudo certo.
Se ainda não deu certo é porque não chegou ao fim…

Anúncios

3 comentários

  1. Oi amiga ! obrigada pelo carinho de sempre , a tiquinha está bem , se comportando hj ate tirei aquelas proteções que tinha que colocar na cabeça para não mexer nos pontos, agora esta dormindo no sol rsrs. Gostei de ver a sua determinação diante da fibromialgia, se podemos viver uma vida mas leve porque complicar, e que bom que vc tem um parceiro que te apóia.Confesso nunca ter ouvido este termo mas consultei no amigo google( sente dores musculares, fadiga, disturbio de sono…) que coisa né amiga, mas percebi também que vc também tem um Pai que te apóia nestes periodos, estarei também orando por ti.Um super Beijo.

  2. bom dia!!

    obrigada pelas palavras…

    e olha, o caminho esta correto..

    eu nao gosto de comparações… mas uma coisa que tb combato é culpa e ideia de pecado em mim…

    elas nos barram na luta…

    e sabe dores refugaram para o corpo e tenha certeza, se virtua agora, ela sairá do corpo espiritual e sabe isso o que significa libertação… amiga…
    vamos que vamos…
    um abraço e uma boa semana e ainda nao voltei a correr e nem a academia, mas menina com esse frio,,, a renite estava atacada, ate sangue estava colocando pela boca e nariz… mas estou melhor, minha mamis fez um xarope natural e já estou melhor…

  3. Pingback: Dor | Ser Mulher

Adoro comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s