Carta ao moletom

Sophie Dahl, modelo, tamanho G

Querido amigo de tantos anos, faz tempo que não falo contigo, 3 meses pra ser mais exata. Mas sinto muito dizer que não tenho saudade de você, aliás, é com imensa alegria que venho avisar que “não te quero mais”.
Sei que você esteve comigo em todos esses anos em que tentei desesperadamente esconder minhas gordurinhas, sem muito sucesso, claro, mas isso a gente não precisa discutir em público não é mesmo?
Enfim, apesar de todo o serviço que me prestou, descobri que não preciso mais de você pra me esconder, na verdade quero me mostrar – acredita nisso?
Descobri que posso usar coisas  bonitas, sensuais, femininas – porque eu tenho qualidades físicas que você escondia, não deixava ninguem ver –  nem eu mesma.
Não querido, ainda  estou longe de usar aquele tamanho P que me prometi várias vezes tendo você como testemunha. Também não consegui dinheiro pr’aquela plástica tão sonhada – ahhh, sinceramente amigo, nem preciso mais dela e logo você saberá porque.
O que aconteceu comigo? Que milagre foi esse?
Puxa vida meu amigo, foi o milagre da descoberta!
Me olhei no espelho e vi além do que ele mostrava e enquanto via minha alma refletida no espelho, meu reflexo começou a mudar…e aos poucos vi as coxas grossas, mas vi tambem os tornozelos femininos, bonitos – coloquei até uma tornozeleira de prata pra enfeitar! – vi os pneuzinhos na barriga, mas tambem o contorno suave dos quadris. Os seios fartos, mas firmes, os braços roliços, que ficaram lindos com as pulseiras novas! A boca grossa, as maçãs salientes, os olhos brilhantes, a pele rosada…
Eu sou bonita meu amigo, mesmo usando tamanho G – Eu sou bonitaaaa!!!
E quando percebi isso corri até a loja mais próxima e pedi uma ajuda pra vendedora, provei roupas diferentes, femininas, sensuais…estou usando um vestido – acredita nisso? E salto alto!!! Passei batom, fiz as unhas, depilei e arrumei o cabelo…me sinto outra mulher! Aliás, me sinto mulher!
Ahhh,  saí pra jantar com meu marido, pedi salada com frango (não ria!!!)…dispensei a sobremesa, mas resolvi ir dançar…Dançar, acredita nisso? Desde adolescente não faço isso!!! A música agora é presença constante na minha vida! Canto o dia inteiro, danço pela casa, danço pela vida…
Agora sou feliz querido amigo! Feliz como há muito não era…
Fiz até matrícula numa academia!!!
Agora você não vai acreditar no que aconteceu durante esse tempo?
Emagreci seis quilos!!!
É amigo, seis quilos de insatisfação, infelicidade, baixa estima e falta de amor próprio, respeito, consideração por mim mesma…mandei esses quilos embora, junto com a autopiedade e a lamentação…e no lugar estou vendo nascer uma nova mulher a cada dia, mais confiante, serena, alegre.
Tenho certeza que tudo isso só aconteceu porque naquele exato momento em que me olhei no espelho estava decidida a ser feliz – e fui, e sou e serei, agora, já, sempre…

Então meu amigo, espero que você seja feliz no seu novo lar e se te serve de consolo, tambem estou dispensando os camisetões, as batas, as calças leggins e as calcinhas de algodão – agora só uso renda…

Um beijo!

 

Anúncios

2 comentários

  1. Adorei o texto! 🙂 , muito bacana.
    Vim agradecer as dicas sobre viagem/visita… Viagem de turismo é meio complicado, a gente anda o dia todo, não para muito pra comer, as vezes com fome come o q vem pela frente…. uma tristeza, só quero ver como vou me sair dessa….

    Na volta, venho aqui com mais tempo, estou aqui nos últimos preparativos, vamos amanhã cedo.

    Beijocas

Adoro comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s